HOME

falácias

Falácia “post hoc”: a falsa conexão de causa e efeito

“Post hoc” é uma falácia comum entre supersticiosos. Corresponde à falsa atribuição de causa e efeito: se um evento ocorreu após outro, acredita-se que um é causa do outro. A ocorrência de coincidências tende a reforçar a crença de que, por exemplo, um amuleto, oração ou ritual traz proteção. Vestir roupas de certa cor em festas populares, acreditando que trará boa sorte, reforça crenças supersticiosas. Post hoc vem da expressão latina “post hoc ergo propter ... Leia Mais >>

Pseudoprofundidade: o teatro da mentira

Pseudoprofundidade é uma forma de falar coisas óbvias como se fosse algo profundo e revelador. Apesar de não se tratar de uma falácia — mas sim de uma habilidade teatral — a pseudoprofundidade costuma caminhar lado a lado com as falácias, pois é uma forma de camuflar argumentos incoerentes com falso revestimento de “sabedoria profunda ou divina”. Muitos líderes religiosos, políticos e gurus (espirituais e corporativos) são especialistas nesta estratégia. Normalmente é ... Leia Mais >>

Falácia do ataque ao argumentador (ad hominem)

A falácia do ataque ao argumentador (argumentum ad hominem) é utilizada para fugir do debate atacando a pessoa do argumentador, não o argumento. É uma estratégia comum, utilizada na política e no cotidiano. Muitas pessoas utilizam ad hominem mesmo sem conhecimento de falácias. Essa falácia assume muitas formas, como por exemplo, questionar a moral do argumentador, sua aparência física, nacionalidade, religiosidade, interesse pessoal, etc. Afirmar que a pessoa que está ... Leia Mais >>