HOME

Cibercultura

A comunicação digital gerou um novo comportamento humano. A interação entre milhões de pessoas de todos os horizontes através de um caótico mundo virtual criou novas formas de pensar e manifestações artísticas. A cibercultura é esse conjunto de transformações que ocorrem na sociedade e na cultura e que têm sua origem no desenvolvimento do ciberespaço. Este novo mundo ultra conectado representa um dos grandes desafios da filosofia contemporânea.

Steve Jobs: “computadores são como bicicletas para a mente”

Neste vídeo de apenas 1:39 minutos, o fundador da Apple, Steve Jobs, compartilha sua epifania sobre o desenvolvimento tecnológico. Quando adolescente, Steve Jobs leu uma reportagem que comparava a capacidade de locomoção de várias espécies, estando o ser humano em posição decepcionante, enquanto o condor era o animal no topo da lista. Porém, a reportagem também comparou o condor com um homem utilizando uma bicicleta. Nesse caso, o homem venceria facilmente. Steve Jobs concluiu que ... Leia Mais >>

Inteligência coletiva e Cibercultura

Inteligência coletiva é um conceito criado pelo filósofo da informação Pierre Lévy para demonstrar como o conhecimento compartilhado na internet se multiplica e se transforma, criando um ambiente propício para o desenvolvimento de ideias e soluções. Um artigo ou vídeo publicado nas redes sociais, por exemplo, pode receber críticas, elogios e sugestões de qualquer pessoa. O usuário final da informação, diferente do que ocorria com a TV, deixou de ser receptor passivo para se ... Leia Mais >>

Arte Tecnológica: uma introdução

A arte tecnológica ou digital é uma nova forma de fazer arte que substitui os materiais utilizados na produção da arte tradicional por dispositivos tecnológicos. Telas, pincéis, quadros e esculturas passam a concorrer com uma arte virtualizada, conectada e interativa. A nova face da arte deve responder aos anseios do homem moderno. O novo e populoso mundo tecnológico, caracterizado pela conectividade, pelo cotidiano caótico e pela confusão dos espíritos, está em busca de ... Leia Mais >>

Cyberpunk e Filosofia

Cyberpunk é um tipo específico de ficção científica. Destaca-se pela especulação sobre tecnologia, ética, política, superpopulação, inteligência artificial, realidade virtual, cibercultura, caos urbano e outros elementos que, de alguma forma, estão presentes nos dias de hoje. A narrativa ocorre, geralmente, em cidades superlotadas e ambientes urbanos sombrios, tendo como imagem simbólica “as luzes da cidade se afastando”, como definiu o escritor Wiliam Gibson, pioneiro ... Leia Mais >>

As três leis da robótica de Isaac Asimov

Para a maioria das pessoas, a IA (inteligência artificial) é mera ficção científica. Contudo, muitos cientistas e filósofos começam a dar maior atenção ao tema, principalmente depois que o Teste de Turing passou a obter resultados cada vez mais significativos. Antes que essa preocupação com a IA surgisse, o escritor Isaac Asimov criou as três leis da robótica em seu livro Eu, Robô, lançado em 1950. Asimov se antecipou ao debate criando diretrizes para proteger os seres ... Leia Mais >>

Cibercultura: a mensagem universal sem totalidade

Entender o conceito de “universal sem totalidade” é fundamental para compreender como a interatividade das tecnologias digitais mudou nosso relacionamento com a informação. Se antes, através das mídias tradicionais, éramos receptores passivos, hoje temos a possibilidade de comentar notícias, criar conteúdos e debater nas redes sociais. Tudo isso tem impacto considerável na sociedade, além de ser uma característica da cibercultura. Tradição oral: o começo de tudo Na ... Leia Mais >>

Cultura e Cibercultura

A cultura é o conjunto de costumes, crenças e leis que se manifestam em um determinado povo e afetam a percepção de mundo dos seus integrantes. A cibercultura, por sua vez , não representa a cultura de povo algum e liga pessoas de várias culturas de forma indiscriminada, provocando estranhamento, conflitos e criação de novos pontos de vista. Isso torna a universalidade sua principal característica. Além da universalidade, a cibercultura é pautada pela velocidade e pelo ... Leia Mais >>

O que é Cibercultura?

A comunicação digital gerou um novo comportamento humano. A interação entre milhões de pessoas de todos os horizontes através de um caótico mundo virtual criou novas formas de pensar. A cibercultura representa esse conjunto de transformações sociais que têm sua origem no desenvolvimento do ciberespaço. Este novo mundo conectado é um dos grandes desafios da filosofia contemporânea. A natureza planetária do mundo virtual indica que a cibercultura não está condicionada pelos ... Leia Mais >>

O trabalho na cultura digital

Este vídeo criado pela agência Box1824 apresenta as mudanças que ocorreram nas últimas décadas, principalmente no trabalho. Mostra como nossa forma de trabalhar e se relacionar mudou com o avanço da tecnologia e o surgimento da cultura digital. A ideia de estabilidade, local de trabalho e comprometimento com a empresa já podem ser consideradas ideias antigas, apesar de ainda representarem um ideal para milhares de pessoas. Acontece que, quando as férias (ou a aposentadoria) são a ... Leia Mais >>

Slavoj Zizek: as identidades vazias da internet

Neste trecho do texto Identidades Vazias, o filósofo esloveno Slavoj Zizek, reflete sobre os aspectos psicológicos das relações virtuais. Assim como a cibercultura modificou nossa relação com a informação, também expôs de forma mais explícita o lado sombrio da natureza humana oculto nas dinâmicas sociais. Nossa identidade social, a pessoa que presumimos ser em nosso intercurso social, já é uma máscara, já envolve a repressão de nossos impulsos inadmissíveis, e é ... Leia Mais >>

Umberto Eco e as opiniões alienantes da internet

O escritor italiano Umberto Eco (1932-2016) alertou para o perigo do subjetivismo na formação de crenças sobre o mundo. Segundo ele, a internet seria um campo propício para a formação de opiniões alienantes e perigosas, baseadas em análises superficiais dos fatos. O texto abaixo é um convite à reflexão. Eu queria lhe dar um exemplo talvez um pouco extremo, mas que me parece esclarecedor. Qual é, no quadro da historiografia contemporânea, a diferença entre um revisionista e um ... Leia Mais >>