HOME

Alfredo Carneiro

Alfredo CarneiroMeu nome é Alfredo de Moraes Rêgo Carneiro, sou pós-graduado em Filosofia e Existência pela Universidade Católica de Brasília e licenciado em Filosofia pela mesma instituição. Também sou bacharel em Administração de Empresas e pós-graduado em Engenharia de Software.  Nascido e criado em Belém do Pará, hoje moro com minha família em Brasília/DF.

Paralelamente às minhas atividades profissionais, desenvolvi, desde 1998, projetos voltados para o comércio eletrônico, conscientização ecológica, filosofia e educação (veja em Outros Projetos). Criei o netmundi.org em 2010 para ajudar a difundir a Filosofia no Brasil. Meu objetivo é transformá-lo, gradativamente, em uma plataforma educacional disponibilizando textos, posts de minha autoria, documentários, vídeos, livros para baixar e música. O netmundi.org é voltado não apenas para estudantes, mas principalmente para interessados em conhecer mais sobre o tema.

Minha relação com a Filosofia nasceu quando, ainda adolescente, comprei em um sebo o livro Discurso sobre o Método de Descartes para entender, afinal, quem era esse sujeito que todos diziam ter fundado a modernidade. Fiquei impressionado com o estilo claro de Descartes, com sua apresentação quase matemática das ideias e, mais ainda, em saber que a modernidade teria sido fundada por um livrinho tão fino. Surpreendentemente, não era um livro difícil como eu esperava.

Sentia que aquela obra tinha uma poderosa energia e resolvi descobrir o que outros filósofos pensaram antes e depois de Descartes. Desde então comprei muitos livros, conversei com muitas pessoas, li obras de vários filósofos e entendi por que Nietzsche os chamou de “coisas maravilhosas”. Meu quarto, na casa dos meus pais, era abarrotado de livros.

Como não poderia deixar de ser, minha formação em TI e Administração, aliada à minha formação em Filosofia, me levou a estudar a influência das tecnologias digitais na cultura e na sociedade. Como paradigma teórico adotei as ideias do filósofo da informação Pierre Levy para entender nosso mundo ultra conectado e criei o blog Cibercultura. Para minha surpresa, o próprio Pierre Levy retuitou um texto de minha autoria sobre as manifestações de junho de 2013. Posteriormente o netmundi.org evoluiu para um site mais amplo voltado para a Filosofia como um todo.

Nunca pensei na filosofia como um pensar solitário e particularmente sou contra os “sábios teóricos” e eruditos. Acredito em Schopenhauer quando ele afirma que “os promotores da espécie humana são aqueles que leram diretamente no livro do mundo”.  Filosofia, para mim, é algo que nasce do face a face, do diálogo e do confronto. Os livros e o estudo sistematizado são, portanto, um apoio para a reflexão, mas não substituem nosso pensamento próprio. De nada adianta pensar se isso não modifica tanto a nós mesmos quanto a realidade em que vivemos.

 Alfredo Carneiro