FILOSOFIA

modernidade

Descartes: “Espero que seja ele útil a alguém”

Neste trecho do livro Discurso sobre o Método, o filósofo francês René Descartes (1596-1650) alerta que seu método foi criado para orientar sua razão, e que não espera que sirva para todos, mas acredita que ele pode ser útil a alguém. Porém, seu método de investigação racional tornou-se a base da investigação científica moderna. Sua influência foi tão fundamental que Descartes é considerado o pai da modernidade. Tive muitas oportunidades de me encontrar, desde a mocidade, em ... Leia Mais >>

Friedrich Nietzsche: sobre a decadência humana

Para o filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), a vida é “vontade de potência”: o desejo profundo de viver plenamente. Por isso admirava a perspectiva dos gregos antigos e dos primeiros filósofos. Entretanto, após a filosofia de Platão, Nietzsche afirma que o ocidente adotou um pensamento decadente que tornou o homem fraco e doente. Os antigos mesclavam a realidade ao mito; a existência aos profundos anseios humanos. Isso se refletia na riqueza mitológica, na ... Leia Mais >>