FILOSOFIA

Filosofia Contemporânea

A Filosofia Contemporânea surge a partir do final do século XVIII. Tem como marco a Revolução Francesa, em 1789. Engloba, portanto os séculos XVIII, XIX e XX. A chamada “Filosofia pós-moderna” foi incorporada à Filosofia Contemporânea, reunindo os pensadores das últimas décadas. Esse período é marcado pela consolidação do capitalismo gerado pela Revolução Industrial Inglesa, que tem início em meados do seculo XVIII. Com isso, torna-se visível a exploração do trabalho humano ao mesmo tempo que se vislumbra o avanço tecnológico e científico.

O que é filosofia de vida?

Baixar este post em PDF Filosofia de vida é uma expressão popular utilizada para se referir à visão de mundo que um indivíduo utiliza para guiar suas ações. Trata-se de uma moral particular ou conjunto de valores pessoais, e não tem necessariamente compromisso com o pensamento filosófico. Geralmente é influenciada por contextos familiares, econômicos, sociais e religiosos; somam-se a isso experiências de vida e caraterísticas de personalidade. A expressão também é utilizada para ... Leia Mais >>

Jean-Paul Sartre: Liberdade e Responsabilidade

Para o filósofo existencialista Jean-Paul Sartre (1905 – 1980), ser livre não é a mesma coisa que fazer tudo o que deseja, pois a liberdade, essencialmente, reside em aceitar as consequências de nossos atos. Por isso Sartre afirmou que o existencialismo é uma filosofia dura e criticada, uma vez que a maioria das pessoas não aceita as consequências de suas ações, preferindo culpar os outros (Deus, o destino ou as pessoas). Tal é a ideia da frase “O inferno são ... Leia Mais >>

Friedrich Nietzsche e o Amor Fati

Amor Fati é um conceito da filosofia de Friedrich Nietzsche (1844-1900) que significa “amor pelo inevitável ou pela fatalidade”. Faz parte da ideia de aceitação incondicional da vida, pois significa também afirmar a vida verdadeira, sem se refugiar em ilusões, dizendo “sim” a todos os aspectos da existência, desde os mais sublimes até os mais trágicos. Fugir das dores e tristezas do mundo acaba resultando na fuga das alegrias genuínas, já que a dualidade da ... Leia Mais >>

Hannah Arendt: sobre o mal banal

A filósofa alemã Hannah Arendt (1906-1975) ficou perplexa com o comportamento do carrasco nazista  Adolf Eichman durante o julgamento de Jerusalém. Eichman acreditava firmemente que não havia feito nada de errado — organizar a logística para matar milhares de judeus nas câmaras de gás — pois estava “apenas cumprindo ordens”.  Arendt havia sido contratada pela revista The New Worker especificamente para acompanhar o famoso ... Leia Mais >>

Eduardo Galeano: As Veias Abertas da América Latina

Quando Eduardo Galeano publicou As Veias Abertas da América Latina, em 1971, o livro tornou-se rapidamente uma das obras mais influentes da esquerda latinoamericana. Mais importante do que as conclusões de Galeano no livro é a pesquisa que o escritor uruguaio realizou do passado de explorações, violência e colonização cultural que constituiu a América Latina, sendo este um dos pontos principais desta obra. Galeano faz relatos nauseantes das práticas de dominação ... Leia Mais >>

Sobre os Dicionários de Filosofia

A Filosofia é experiência conceitual por excelência, e os dicionários de filosofia, nesse aspecto, são de grande auxílio. A experiência conceitual não é exclusiva da Filosofia, pois toda arte ou ciência possui conceitos próprios, como o direito, a medicina, a psicologia, a pintura ou a escultura. Porém, a Filosofia permite vivenciar conceitos da forma mais abstrata possível. Por isso, compreender conceitos filosóficos pode enriquecer nossa forma de pensar. Ainda que os ... Leia Mais >>

Pierre Bourdieu e a dominação cultural

As contribuições mais relevantes do filósofo francês Pierre Bourdieu (1930-2002) foram no campo da sociologia e antropologia. Sua principal temática foi a dominação cultural, comum no sistemas coloniais e sociedades muito desiguais. Publicou várias obras que o tornaram uma das maiores referências nas ciências humanas. Analisou os esquemas de desculturação dos povos, destacando suas consequências para a cultura, a literatura, a política e a arte. Bourdieu acreditava ... Leia Mais >>

Zygmunt Bauman e a modernidade líquida

Zygmunt Bauman (1925 – 2017) foi um sociólogo e filósofo polonês que realizou uma análise atual e criativa das sociedades contemporâneas. Ficou conhecido principalmente pela sua ideia de modernidade líquida, expondo de forma concisa e esclarecedora a fugacidade das relações do nosso tempo — sejam elas amorosas, comerciais ou mesmo nossas amizades. Em sua análise, Bauman considera fatores diversos como dívidas, cartões de crédito, medo, anorexia e vários ... Leia Mais >>

Jean-Paul Sartre e o existencialismo ateu

O filósofo francês Jean-Paul Sartre (1905-1980) é considerado um dos maiores representantes do existencialismo. Mais especificamente do existencialismo ateu, definição que ele mesmo fazia questão de enfatizar, uma vez que um dos precursores do existencialismo é o filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard, que construiu sua filosofia baseada no cristianismo. Para Sartre, o existencialismo deve ser necessariamente ateu, pois uma vez que “a existência precede a ... Leia Mais >>

Rubem Alves: “O professor é um mago”

Rubem Alves (1933-2014) foi teólogo, psicanalista, professor universitário, pastor presbiteriano e pedagogo. Além da sua ampla formação no Brasil, obteve também os títulos de doutor em Filosofia e mestre em Teologia em instituições acadêmicas nos EUA. Além de escrever sobre educação, religião e filosofia, é também o autor de grande número de crônicas, ensaios e artigos. Seus livros foram traduzidos para vários idiomas, e foi considerado um dos escritores brasileiros mais ... Leia Mais >>

Antonio Gramsci e a hegemonia cultural

Antonio Gramsci (1891-1937) foi um filósofo e político italiano considerado um dos mais influentes autores marxistas do século XX. Sua obra realiza uma ampliação das ideias de Karl Marx, principalmente no que tange ao conceito de Estado e sua influência nas instituições culturais. Foi um dos fundadores do Partido Comunista da Itália e deputado pelo distrito de Vêneto. Produziu ensaios sobre teoria política e trabalhou como editor de vários jornais comunistas até ser preso ... Leia Mais >>

Carl Gustav Jung e a psicologia analítica

Carl Gustav Jung foi um psiquiatra suíço fundador da Psicologia Analítica, que até hoje exerce enorme influência devido aos seus conceitos de Inconsciente Coletivo, Sincronicidade, Arquétipos, Complexo, Sombra e Individuação. Suas ideias continuam sendo exploradas em vários tipos de psicoterapias e abordagens teóricas acerca da psique humana, análise de sonhos, mitologia e simbolismos religiosos. Jung dava grande ênfase à natureza simbólica ... Leia Mais >>
1 2 3 5