FILOSOFIA

Filosofia Contemporânea

A Filosofia Contemporânea surge a partir do final do século XVIII. Tem como marco a Revolução Francesa, em 1789. Engloba, portanto os séculos XVIII, XIX e XX. A chamada “Filosofia pós-moderna” foi incorporada à Filosofia Contemporânea, reunindo os pensadores das últimas décadas. Esse período é marcado pela consolidação do capitalismo gerado pela Revolução Industrial Inglesa, que tem início em meados do seculo XVIII. Com isso, torna-se visível a exploração do trabalho humano ao mesmo tempo que se vislumbra o avanço tecnológico e científico.

Jean-Paul Sartre: Liberdade e Responsabilidade

Para o filósofo existencialista Jean-Paul Sartre (1905 – 1980), ser livre não é a mesma coisa que fazer tudo o que deseja, pois a liberdade, essencialmente, reside em aceitar as consequências de nossos atos. Por isso Sartre afirmou que o existencialismo é uma filosofia dura e criticada, uma vez que a maioria das pessoas não aceita as consequências de suas ações, preferindo culpar os outros (Deus, o destino ou as pessoas). Tal é a ideia da frase “O inferno são os ... Leia Mais >>

Friedrich Nietzsche e o Amor Fati

Amor Fati é um conceito da filosofia de Friedrich Nietzsche (1844-1900) que significa “amor pelo inevitável ou pela fatalidade”. Faz parte da ideia de aceitação incondicional da vida, pois significa também afirmar a vida verdadeira, sem se refugiar em ilusões, dizendo “sim” a todos os aspectos da existência, desde os mais sublimes até os mais trágicos. Fugir das dores e tristezas do mundo acaba resultando na fuga das alegrias genuínas, já que a dualidade da ... Leia Mais >>

Hannah Arendt: sobre o mal banal

A filósofa alemã Hannah Arendt (1906-1975) ficou perplexa com o comportamento do carrasco nazista  Adolf Eichman durante o julgamento de Jerusalém. Eichman acreditava firmemente que não havia feito nada de errado — organizar a logística para matar milhares de judeus nas câmaras de gás — pois estava “apenas cumprindo ordens”.  Arendt havia sido contratada pela revista The New Worker especificamente para acompanhar o famoso ... Leia Mais >>

Eduardo Galeano: As Veias Abertas da América Latina

Quando Eduardo Galeano publicou As Veias Abertas da América Latina, em 1971, o livro tornou-se rapidamente uma das obras mais influentes da esquerda latinoamericana. Mais importante do que as conclusões de Galeano no livro é a pesquisa que o escritor uruguaio realizou do passado de explorações, violência e colonização cultural que constituiu a América Latina, sendo este um dos pontos principais desta obra. Galeano faz relatos nauseantes das práticas de dominação ... Leia Mais >>

Sobre os Dicionários de Filosofia

A Filosofia é experiência conceitual por excelência, e os dicionários de filosofia, nesse aspecto, são de grande auxílio. A experiência conceitual não é exclusiva da Filosofia, pois toda arte ou ciência possui conceitos próprios, como o direito, a medicina, a psicologia, a pintura ou a escultura. Porém, a Filosofia permite vivenciar conceitos da forma mais abstrata possível. Por isso, compreender conceitos filosóficos pode enriquecer nossa forma de pensar. Ainda que os ... Leia Mais >>

Pierre Bourdieu e a dominação cultural

As contribuições mais relevantes do filósofo francês Pierre Bourdieu (1930-2002) foram no campo da sociologia e antropologia. Sua principal temática foi a dominação cultural, comum no sistemas coloniais e sociedades muito desiguais. Publicou várias obras que o tornaram uma das maiores referências nas ciências humanas. Analisou os esquemas de desculturação dos povos, destacando suas consequências para a cultura, a literatura, a política e a arte. Bourdieu acreditava ... Leia Mais >>

Zygmunt Bauman e a modernidade líquida

Zygmunt Bauman (1925 – 2017) foi um sociólogo e filósofo polonês que realizou uma análise atual e criativa das sociedades contemporâneas. Ficou conhecido principalmente pela sua ideia de modernidade líquida, expondo de forma concisa e esclarecedora a fugacidade das relações do nosso tempo — sejam elas amorosas, comerciais ou mesmo nossas amizades. Em sua análise, Bauman considera fatores diversos como dívidas, cartões de crédito, medo, anorexia e vários ... Leia Mais >>

Jean-Paul Sartre e o existencialismo ateu

O filósofo francês Jean-Paul Sartre (1905-1980) é considerado um dos maiores representantes do existencialismo. Mais especificamente do existencialismo ateu, definição que ele mesmo fazia questão de enfatizar, uma vez que um dos precursores do existencialismo é o filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard, que construiu sua filosofia baseada no cristianismo. Para Sartre, o existencialismo deve ser necessariamente ateu, pois uma vez que “a existência precede a ... Leia Mais >>

Rubem Alves: “O professor é um mago”

Rubem Alves (1933-2014) foi teólogo, psicanalista, professor universitário, pastor presbiteriano e pedagogo. Além da sua ampla formação no Brasil, obteve também os títulos de doutor em Filosofia e mestre em Teologia em instituições acadêmicas nos EUA. Além de escrever sobre educação, religião e filosofia, é também o autor de grande número de crônicas, ensaios e artigos. Seus livros foram traduzidos para vários idiomas, e foi considerado um dos escritores brasileiros mais ... Leia Mais >>

Antonio Gramsci e a hegemonia cultural

Antonio Gramsci (1891-1937) foi um filósofo e político italiano considerado um dos mais influentes autores marxistas do século XX. Sua obra realiza uma ampliação das ideias de Karl Marx, principalmente no que tange ao conceito de Estado e sua influência nas instituições culturais. Foi um dos fundadores do Partido Comunista da Itália e deputado pelo distrito de Vêneto. Produziu ensaios sobre teoria política e trabalhou como editor de vários jornais comunistas até ser preso ... Leia Mais >>

Carl Gustav Jung e a psicologia analítica

Carl Gustav Jung foi um psiquiatra suíço fundador da Psicologia Analítica, que até hoje exerce enorme influência devido aos seus conceitos de Inconsciente Coletivo, Sincronicidade, Arquétipos, Complexo, Sombra e Individuação. Suas ideias continuam sendo exploradas em vários tipos de psicoterapias e abordagens teóricas acerca da psique humana, análise de sonhos, mitologia e simbolismos religiosos. Jung dava grande ênfase à natureza simbólica ... Leia Mais >>

Filosofia, psicologia e psicanálise

Apesar da psicologia ser um ramo do conhecimento relativamente jovem, ela possui origens bem antigas. O “estudo da alma” remonta desde os primeiros filósofos gregos até as tradições mitológicas dos povos antigos — hoje consideradas valiosas fontes dos elementos mais profundos da natureza humana. Foi por esse motivo que Hermann Ebbinghaus, um dos primeiros autores da moderna psicologia, afirmou que ela “possui um longo passado, mas uma história curta”. A Filosofia ... Leia Mais >>
1 2 3 5