HOME

internet

José Saramago – o Mito da Caverna nos dias de hoje

O escritor português José Saramago, enquanto estava sozinho em um restaurante, foi arrebatado pelo seguinte questionamento: e se fôssemos todos cegos? A conclusão do escritor (um tanto natural) é que estamos de fato cegos em vários sentidos (da razão, da sensibilidade e de tudo o que é razoável). Porém, nunca antes, segundo Saramago, fomos tão cegos quanto neste mundo midiático que vivemos. Neste ponto, o escritor faz uma comparação com o Mito da Caverna, do filósofo Platão. De ... Leia Mais >>

Slavoj Zizek e as identidades vazias da internet

Trecho do texto Identidades Vazias do filósofo esloveno Slavoj Zizek.  Nossa identidade social, a pessoa que presumimos ser em nosso intercurso social, já é uma máscara, já envolve a repressão de nossos impulsos inadmissíveis, e é precisamente nessas condições de “só uma brincadeira”, quando as regras que regulam os intercâmbios de nossas vidas reais estão temporariamente suspensas, que podemos nos permitir a exibição dessas atitudes reprimidas. Basta lembrar do mitológico ... Leia Mais >>

Umberto Eco e as opiniões alienantes da internet

Umberto Eco alertou para o perigo do subjetivismo na formação de crenças sobre o mundo. Segundo ele, a internet seria um campo propício para a formação de opiniões alienantes e perigosas, baseadas em análises superficiais dos fatos. O texto abaixo é um convite à reflexão. Ao contrário de textos mais antigos, esta análise de Umberto Eco está mais atual do que quando foi escrita. Eu queria lhe dar um exemplo talvez um pouco extremo, mas que me parece esclarecedor. Qual é, no quadro ... Leia Mais >>