HOME

Cinema

Meu Amigo Nietzsche: uma história sobre a filosofia de potência

Meu Amigo Nietzsche (2012) é um curta-metragem dirigido por Fáuston da Silva filmado na Cidade Estrutural, região administrativa localizada na periferia do Distrito Federal. Essa região, inicialmente, era formada por uma comunidade de catadores de material devido à proximidade do aterro sanitário de Brasília, na época conhecido como “Lixão da Estrutural”, hoje desativado. No meio deste “lixão” o jovem Lucas, aluno com dificuldades de aprendizagem, ... Leia Mais >>

Cyberpunk e Filosofia

Cyberpunk é um tipo específico de ficção científica. Destaca-se pela especulação sobre tecnologia, ética, política, superpopulação, inteligência artificial, realidade virtual, cibercultura, caos urbano e outros elementos que, de alguma forma, estão presentes nos dias de hoje. A narrativa ocorre, geralmente, em cidades superlotadas e ambientes urbanos sombrios, tendo como imagem simbólica “as luzes da cidade se afastando”, como definiu o escritor Wiliam Gibson, pioneiro ... Leia Mais >>

EX Machina e os dilemas da inteligência artificial

Ex Machina surpreende não apenas pela narrativa tensa e bem escrita, mas também pela atualidade das reflexões apresentadas. Os questionamentos acerca do pensamento das máquinas e da consciência humana atravessam praticamente todo o filme, levando também em consideração as implicações éticas que surgem com a evolução da tecnologia digital e da internet. Além disso, os personagens explicam detalhadamente experimentos como o Teste de Turing e o Quarto de Maria, que são importantes ... Leia Mais >>

Ghost in the Shell: Quem é o fantasma na máquina?

O que está sempre em questão no filme Ghost in the Shell (A Vigilante do Amanhã, 2018) é uma das maiores reflexões da filosofia, chamada de Identidade Pessoal, um ramo da Filosofia da Mente. Revestido com uma capa de ficção científica (de boa qualidade) o filme nos apresenta esse debate e deixa a pergunta: o que define aquilo que somos? Nosso corpo? Nossas atitudes? Nossa alma? Mas existe alma? E o que é consciência? Vivemos essa questão cotidianamente de forma simplória, ... Leia Mais >>

Cena do filme O Perfume e as ideias políticas de Rousseau

A obra O Contrato Social, do filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau, é uma das obras políticas mais influentes de todos os tempos. Seria razoável supor que Rousseau, ao chegar em Paris no ano de 1741 para tentar a vida como músico, tenha recebido um forte impacto daquela sociedade injusta e caótica. Nessa época, o jovem músico não poderia imaginar que seria um dos maiores pensadores da humanidade. Tudo isso começou quando Rousseau, com apenas dezesseis anos, foi passear no campo e ... Leia Mais >>

Cinema, ética, dominação e liberdade

É uma rica experiência filosófica buscar os pressupostos éticos dos filmes. Mesmo que seja um filme de ficção científica, um drama ou um épico, as ideias contidas nos filmes podem se referir ao nosso cotidiano e nos ajudam a refletir. A sutileza e profundidade das mensagens do cinema dependem muito das habilidades dos diretores. Quanto mais sutil a mensagem, mais forte ela é, pois se destaca do contexto do filme e se liga às nossas questões particulares. Que tal viajar um pouco na ... Leia Mais >>

O Dono do Jogo: Bobby Fischer e o campeonato de xadrez que marcou a Guerra Fria

O Dono do Jogo (Pawn Sacrifice, 2016) narra a trajetória do enxadrista americano Bobby Fischer (Tobey Maguire), considerado um dos melhores jogadores do século XX. Apesar do xadrez ser um assunto inóspito para muitos espectadores, o foco deste filme não é o jogo de xadrez, mas sim o contexto da Guerra Fria e a enervante disputa entre Fischer e o enxadrista russo Boris Spassky (Liev Schreiber), ocorrida em 1972. Outro fator que torna o filme interessante é mostrar a enorme dificuldade em ... Leia Mais >>

“Ele está de volta”: Hitler ressurge em uma comédia perigosa

Eis aqui um filme perigoso. Sim, perigoso, pois eu mesmo achei graça de algumas piadas do filme quando, na verdade, a imagem de Hitler não tem graça alguma e é sempre bom lembrar as coisas que estão associadas a ele. Aqui está o perigo deste filme: ele desconecta a imagem de Hitler das coisas que ele fez e das ideias que promoveu. De forma sutil, “Ele está de volta” apresenta Hitler como um comediante maluco, porém, muito carismático e inteligente que consegue convencer as ... Leia Mais >>

Batman vs Superman: uma justa homenagem a Frank Miller

Quando assisti pela primeira vez o trailer do filme Batman vs Superman, fiquei me perguntando: por que o diretor Zack Snyder não repetiu a mesma fórmula do filme 300? Tanto Os 300 de Esparta quanto Batman – O Cavaleiro das Trevas são duas HQs de enorme sucesso de Frank Miller, sendo esta última uma das mais importantes da história dos quadrinhos onde Batman enfrenta o homem de aço em uma batalha impossível. No filme 300, Snyder seguiu quase fielmente a história dos quadrinhos. ... Leia Mais >>

Expresso do Amanhã: uma metáfora do mundo

Expresso do Amanhã — título original em inglês Snowpiercer — é um filme de ficção científica que apresenta um futuro apocalíptico causado por uma intervenção desastrosa no meio ambiente. O resultado desta intervenção mergulhou o mundo em uma nova era glacial. A única salvação contra o frio é um trem gigantesco construído por um industrial misterioso, que criou um “motor eterno“, onde a humanidade (ou o que restou dela) é condenada a viajar pelo mundo sem nunca ... Leia Mais >>

O Substituto – a leitura contra o holocausto intelectual

Nesta cena do filme “O Substituto“, de 2011, o personagem argumenta de forma contundente: sem o hábito da leitura, ficamos vulneráveis à manipulação de massa e opiniões alheias. Por exemplo: alguns dizem que a ditadura estética que assombra as mulheres é um refinado sistema de dominação consumista — para serem “aceitas”, elas devem buscar um determinado padrão de beleza. Por outro lado, a imagem do homem bebendo descontraidamente é sugestão de estilo de ... Leia Mais >>

The Woman: uma mensagem feminista

The Woman é um filme classificado como terror/suspense, lançado no Brasil com o nome de The Woman – Nem todo monstro vive na selva. Trata-se de um filme feminista, uma crítica à pretensão de “civilizar” a mulher que não se enquadra nos valores de uma sociedade machista. No filme este tipo de mulher independente representa a própria natureza feminina, encarada como algo selvagem e que precisa ser disciplinada. Não estou defendendo a perspectiva feminista, apenas dizendo que esta ... Leia Mais >>
1 2 3