HOME

História da Filosofia em cordel – PDF para baixar

História da Filosofia em Cordel

História da Filosofia em cordel é um trabalho do poeta, jornalista e professor universitário José Guilherme Soares Teles. Nascido em Belém do Pará, vive  e trabalha no Rio de janeiro desde 1970. Recebeu em 2019 o prêmio de primeiro lugar no concurso literário José Bonifácio de Andrade e Silva, da Academia Luso-Brasileira de Letras, com o ensaio “Parnasianismo x Cordelismo”

É cordelista há mais de vinte anos com dezenas de publicações sobre história, poesia, filosofia, espiritualidade, cultura popular e vários outros temas.

História da Filosofia em cordel é um trabalho ainda não publicado, contudo, recebemos autorização do autor para disponibilizar o arquivo em PDF. Este cordel é resultado da paixão de José Guilherme pelo conhecimento, que possui também outras publicações sobre as ideias dos principais filósofos.

CLIQUE AQUI para ver e baixar a História da Filosofia em cordel (PDF)

O cordel é um gênero literário popular escrito na forma rimada e impresso em folhetos, sendo considerado uma manifestação cultural típica do nordeste.

O nome “cordel” tem origem na forma como os folhetos eram vendidos nas feiras livres, pendurados em barbantes e ilustrados com xilogravuras, normalmente vendidos pelos próprios autores — que recitavam ou cantavam seus versos acompanhados de viola.

As origens do cordel remontam de nossa colonização, porém, assumiu forma e identidade brasileiras, abordando, inicialmente, temas regionais, personagens locais, lendas e folclore. A versatilidade da literatura de cordel, entretanto, permite abordar qualquer tema, dependendo apenas do talento do poeta. História da Filosofia em cordel é um exemplo disso.

Em 2018 a literatura de cordel foi reconhecida como patrimônio cultural imaterial do Brasil. Atualmente se faz presente em vários Estados, onde os folhetos são comercializados em feiras culturais, livrarias ou (seguindo a tradição) pelos próprios autores.

Seu apelo popular e democrático — e sua leitura agradável e divertida — atinge todas as camadas sociais, característica reconhecida e admirada pelo poeta Carlos Drummond de Andrade:

 “A poesia de cordel é uma das manifestações mais puras do espírito inventivo, do senso de humor e da capacidade crítica do povo brasileiro. A espontaneidade e graça dessas criações fazem com que o leitor urbano, mais sofisticado, lhes dedique interesse, despertando ainda a pesquisa e análise de eruditos universitários. É esta, pois, uma poesia de confraternização social que alcança uma grande área de sensibilidade”

CLIQUE AQUI para ver e baixar a História da Filosofia em cordel (PDF)

Outras publicações do mesmo autor

As publicações abaixo estão disponíveis apenas na versão impressa e podem ser adquiridas diretamente com o autor através do email: barreirotell@ibest.com.br



Navegue pelo netmundi.org