HOME

Machado de Assis, o Bruxo do Cosme Velho | Obras para baixar (PDF)

Machado de Assis

Machado de Assis (1839 – 1908) é considerado um dos maiores escritores brasileiros. Se não for o maior, pelo menos é um dos mais representativos autores da nossa literatura. Foi um escritor completo, sendo o conjunto de sua obra um painel de vários gêneros literários — conto, poesia, romance, dramaturgia e crônica. Foi também  o fundador e primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras.

Aparentemente sua produção e sua vida seriam, no mínimo, reflexo de uma sólida carreira acadêmica. Acontece que Machado de Assis nunca frequentou a Universidade. Na verdade, até mesmo sua formação escolar era incompleta, pois, quando jovem, se ocupava vários de serviços para ajudar a família. Então, estamos diante de uma impressionante história de força de vontade e talento sem precedentes. Aparentemente, aprendeu tudo sozinho.

A vida de Machado de Assis é marcada por curiosidades e superações. Foi neto de escravos alforriados de uma chácara do Morro do Livramento, no Rio de Janeiro, local onde nasceu e aprendeu a ler e escrever. Se interessava por todo tipo de leitura e aprendeu a falar francês com um padeiro. Sofria de epilepsia e uma leve gagueira, o que acabou motivando sua personalidade reclusa. Aos 16 anos conseguiu emprego em uma tipografia, quando então publicou seus primeiros versos.

Graças ao talento precoce, foi convidado a colaborar com vários jornais, publicando poesias e crônicas. Foi responsável pela primeira tradução do conto O Corvo, de Edgar Allan Poe. Era também enxadrista e ficou em terceiro lugar no primeiro campeonato brasileiro de xadrez. Ocupou vários cargos públicos e foi condecorado pelo imperador Dom Pedro II. Viveu durante a conturbada época da transição do Império para a República, e escreveu vários comentários sobre esse período.

Tornou-se uma de nossas grandes referências acadêmicas, influenciando não apenas várias escolas literárias como também outros notáveis escritores brasileiros. Seu nome hoje figura entre os grandes gênios da literatura mundial. Era carinhosamente apelidado pelos seus vizinhos de “Bruxo do Cosme Velho“, pois foi visto queimando cartas em um caldeirão em sua casa na Rua Cosme Velho, fato que motivou um poema de Carlos Drummond de Andrade intitulado “A um Bruxo, com amor.

Autor: Alfredo Carneiro
Editor do netmundi.org

Obras de Machado de Assis para baixar

Romances

Contos


Navegue pelo netmundi.org