HOME

O trabalho na cultura digital

trabalho cultura digital

Este vídeo criado pela agência Box1824 apresenta as mudanças que ocorreram nas últimas décadas, principalmente no trabalho. É um ótimo vídeo para perceber como nossa forma de trabalhar e se relacionar mudou radicalmente com o avanço da tecnologia. A ideia de estabilidade, local de trabalho e comprometimento com uma empresa já podem ser consideradas ideias em fase de envelhecimento, apesar de ainda representarem um ideal para milhares de pessoas. Acontece que, quando as férias são a melhor coisa do trabalho, então tem algo muito errado acontecendo. Não estaríamos jogando nossas vidas no lixo? Sei que isto parece utópico, porém, existe uma nova geração que não pretende trabalhar como trabalhavam seus pais. Não apenas o trabalho está mudando, mas também a mentalidade.

Uma das mudanças de mentalidade é que um objetivo final deixou de ser a coisa mais importante. Não estou me referindo à planejamentos estratégicos e metas, mas quero dizer que coisas como férias, aposentadorias, “uma velhice tranquila” e uma casa grande e confortável estão perdendo sua importância. As pessoas estão começando a acreditar que o alto custo de energia para conseguir essas coisas não vale  pena,  preferindo aproveitar a vida quando surgir uma oportunidade, “aproveitar o caminho e não apenas a linha de chegada”.

Para isso é necessário não apenas um trabalho flexível. O avanço da tecnologia digital está permitindo aos poucos essa flexibilidade, porém é necessário também viver em uma sociedade democrática e alinhada com as mudanças globais. E o Brasil, apesar de tudo, é uma sociedade onde isso é possível.

É claro que tudo isso implica também em mudanças perigosas, como por exemplo, o surgimento de sociedades voltadas para o “prazer do aqui e agora”, tal como a fábula da cigarra e da formiguinha. Acontece que as mudanças virão, e a forma como iremos lidar com isso depende em grande parte de nosso bom senso, olhar crítico e fatores morais. Tal como no filme Matrix, vale ainda a mensagem do personagem Neo: “eu não vim para dizer como isso vai terminar, mas sim para dizer como isso vai começar”. Seja lá qual for o futuro, não devemos abandonar aquilo que é uma das melhores coisas da raça humana: nossa capacidade de pensar.

Autor: Alfredo Carneiro

Editor do netmundi.org

Você pode apoiar este projeto clicando na propaganda abaixo. Muito obrigado!