HOME

Epicuro e a filosofia do prazer e da vida simples

Epicuro e a Filosofia do Prazer

Epicuro (341 – 270 a.C)  é o filósofo do prazer. Em sua filosofia, o prazer é considerado o bem supremo, contudo, Epicuro era frugal, simples e despojado.

Para ele, aquele que se farta de prazer não sabe viver, muito menos consegue ser feliz. Isso ocorre porque o prazer em excesso torna-se dor, ou até mesmo infelicidade.

Por isso Epicuro aconselhava que os prazeres que posteriormente causam dores devem ser evitados. E até mesmo uma certa medida de dor, causada pela força de vontade que evita o excesso, deve ser cultivada.

Então, apesar do pensamento de Epicuro ser considerado hedonista, não se trata do prazer exagerado e individualista normalmente associado ao termo. 

Aquele que sabe levar uma vida simples consegue saborear um bom prato de comida, um passeio ou uma amizade. E aquele que leva uma vida de excessos, acaba por transformar o prazer em fonte de perturbação.

Por esta razão, saber dar a medida certa aos momentos de prazer é o que torna os prazeres uma fonte duradoura de alegria, felicidade e tranquilidade.

O termo ataraxia, muito importante no epicurismo, significa justamente a tranquilidade mental e o bem-estar daquele que cultiva a simplicidade, os prazeres singelos e a amizade.

Infelizmente, observando o mundo de hoje, parece que não aprendemos aquilo que Epicuro tentou ensinar.

Atualmente vivemos a cultura do prazer excessivo, do desperdício e da aparência. A própria busca por status social e aprovação é, no epicurismo, motivo de aflição, nunca de prazer e tranquilidade. 

O consumismo tornou-se nossa característica fundamental. A insatisfação, a ansiedade e o esgotamento nervoso tornaram-se epidemias modernas. O excesso, conforme foi percebido claramente por Epicuro, parece mesmo não trazer bons frutos.

  • Sugestões de leitura no netmundi.org
    • Visite a categoria Epicuro e leia várias frases do filósofo de Samos.
    • Saiba como a infância de Epicuro, ligada à natureza e ao ambiente simples e familiar, o ajudaram a desenvolver sua filosofia.

Autor: Alfredo Carneiro
Editor do netmundi.org