HOME

Falácia do apelo à autoridade

Falácia do apelo à autoridade

A falácia do apelo à autoridade é comum em comerciais. Basta lembrar a quantidade de celebridades que recomendam produtos e serviços. Algumas celebridades aconselham que você compre um produto que elas mesmas nunca usaram, pois apenas estão utilizando sua imagem para passar credibilidade.

Existem também  autoridades que não são especialistas no produto mas recomendam que você o compre. Essa falácia é também chamada de argumentum ad verecundiam.

No passado recente, um dos melhores exemplos dessa falácia eram as propagandas de cigarro que utilizavam a imagem de médicos.

Artistas famosos não são autoridades


Artistas têm grande impacto sobre o público; basta uma celebridade recomendar qualquer coisa para alavancar imediatamente as vendas.

Existem até mesmo comerciais em que artistas recomendam remédios, sendo que artistas não são médicos para recomendarem esses produtos.

Apesar da incoerência, o público acredita que se uma pessoa famosa recomenda, deve ser boa opção. Essa é a forma mais fácil de identificar a falácia do apelo à autoridade, pois ocorre diariamente.

“Pesquisas indicam…”


Se alguém afirma que algo é bom ou ruim porque “pesquisas indicam”, pode estar usando a falácia do apelo à autoridade.

O argumentador muitas vezes fala sobre pesquisas apenas para dar força ao argumento, sendo que ele mesmo nem conhece as pesquisas citadas. Ou apenas memorizou pesquisas de instituições renomadas para falar coisas do tipo: “pesquisadores da Universidade de Harvard afirmaram…”.

“Deus disse…”


No mundo religioso, é comum que o líder apresente um argumento que, segundo ele, é uma interpretação de um texto sagrado. Desta forma, seu argumento é revestido de autoridade divina.

Para classificar esses casos, existe a falácia do argumento divinizado, que é uma variação religiosa da falácia do apelo à autoridade. Por mais estranho que pareça, milhares de pessoas se deixam levar por essa argumentação, pois envolve fatores psicológicos.

Este tipo de falácia é mais comum nas religiões monoteístas, em que se utiliza a autoridade de Deus para revestir uma opinião pessoal.

Aprenda a se defender


Observe atentamente os comercias e as conversas do cotidiano e verá que o apelo à autoridade é uma falácia muito utilizada. Utilize você mesmo essa falácia e avalie os resultados.

Diga que tal produto foi recomendado por alguém famoso e observe a reação das pessoas. Argumente qualquer coisa citando uma pesquisa qualquer ou simplesmente diga que “pesquisas indicam” e veja o resultado. Utilize uma passagem bíblica para declarar solenemente que você está certo, pois está de acordo com a vontade de Deus.

Depois avalie o passado e veja se você mesmo já não foi influenciado por esse tipo de argumentação. Falácias, apesar de muito utilizadas, são argumentos nocivos, pois prejudicam o bom uso da razão.

Autor: Alfredo Carneiro


Navegue pelo netmundi.org