FILOSOFIA

sócrates

Platão: Metafísica, Mito da Caverna e Apologia de Sócrates

O filósofo grego Platão (428 – 348 a.C.) é considerado um dos principais pensadores do ocidente. Seu mestre, Sócrates, é o grande personagem de suas obras; Platão apresenta, através dos diálogos de Sócrates, os fundamentos de seu pensamento metafísico. As obras de Platão são umas das bases da civilização ocidental. Indicação de LeituraPlatão – Biografia, filosofia, obras e frasesSócrates – resumo biográficoPlatão: a ética do Belo e do BomA metafísica em ... Leia Mais >>

Fedro de Platão: o misterioso daemon de Sócrates e o amor platônico

Vários tipos de relacionamentos amorosos são descritos por Sócrates na obra Fedro, de Platão. Desde aquele em que um companheiro impede a evolução do outro (para que dependa dele), passando pelo relacionamento pautado pelo sexo até a união saudável, quando os companheiros evoluem juntos. É também uma das obras em que Sócrates fala sobre o misterioso daemon e a perturbação que causa quando alerta o filósofo. O daemon surge em várias obras de Platão, ... Leia Mais >>

Platão – Biografia, filosofia, obras e frases

Platão (428 – 348 a.C) era um dos filhos prediletos do céu. Os deuses o dotaram de todos os benefícios que podiam conceder a um mortal — nobre origem, pais ricos, boa aparência, um espírito lúcido num corpo de atleta (recebeu o apelido de Plato, dizia-se, em virtude de seus ombros largos) e um apaixonado amor pela sabedoria. Nesta procura do saber veio, aos vinte anos, a receber a influência de Sócrates, que tinha naquele tempo sessenta e dois anos de idade. Platão venerou ... Leia Mais >>

Os sofistas e Sócrates: a virada antropológica

Toda a sabedoria prática esboçada no período pré-socrático preparou o surgimento da ética, assim como a mitologia preparou o surgimento da cosmologia. Os grandes personagens dessa nova perspectiva, que resultou na elaboração da filosofia voltada para as questões humanas, foram os filósofos sofistas e Sócrates. Entretanto, apenas Sócrates conseguiu elevar a filosofia a uma ampla ciência do homem e da conduta humana. Este novo período é chamado de “virada ... Leia Mais >>

Sócrates – resumo biográfico

Sócrates nasceu em Atenas em torno de 470/469 a. C., filho de um escultor chamado Sofronisco e de Fenarete, que exercia os ofícios de lavadeira e parteira, motivo pelo qual Sócrates chamava seu método de maiêutica, que significa justamente “parir ideias”. Casou-se com Xantipa, com quem teve três filhos já em idade avançada. Viveu até os setenta anos de idade, quando foi preso sob as acusações de não crer nos deuses da cidade, introduzir novos deuses e corromper a ... Leia Mais >>

Platão: a ética do Belo e do Bom

A dialética em Platão é um diálogo que eleva a alma, gradualmente, para além deste mundo físico. Constitui ponto central de sua filosofia. Então, sua ética não pode ser entendida sem a sua dialética. A dialética revela a essência das coisas e a ética é a ação inspirada por essa revelação. Por exemplo: observemos uma flor qualquer. A dialética revela a ideia de flor, que é a essência de todas as flores que reside no mundo das ideias perfeitas. Então, só existem flores pois ... Leia Mais >>

A metafísica em Platão e Aristóteles

Quando Andrônico de Rodes organizou a obra de Aristóteles no Século I a.C, reunindo um grupo de manuscritos em que o filósofo grego investigava as causas primeiras, a metafísica já ocupava lugar de destaque na história da filosofia ocidental. Sócrates, Platão e Aristóteles foram considerados os responsáveis pela ruptura com os pensadores da physis, que buscavam os fundamentos da natureza em um elemento físico primordial. Os filósofos metafísicos, como Heidegeer os chamava, ... Leia Mais >>

O amor platônico na obra Fedro, de Platão

A expressão “amor platônico”, no sentido popular, é entendida como um tipo de amor não correspondido ou admiração da pessoa amada sem exigência de reciprocidade. Contudo, o amor platônico, conforme aparece na obra Fedro, de Platão, corresponde ao mais elevado sentimento filosófico que surge da contemplação das ideias perfeitas. Não está ligado necessariamente ao amor romântico, mas à prática da reflexão filosófica. Leia abaixo o trecho em que Sócrates descreve o ... Leia Mais >>

O mundo das ideias e o alerta de Platão

O mundo das ideias é o tema principal que norteia a filosofia de Platão (427 a.C – 348 a.C ). Este filósofo grego, discípulo de Sócrates, afirma que este mundo é apenas uma “sombra do mundo real” e que sua origem está em outro mundo, o mundo das ideias perfeitas. Os filósofos da natureza, também chamados de pré-socráticos, anteriores a Platão e Sócrates, se perguntavam qual a origem e o princípio de todas as coisas. Contudo, suas investigações apontavam para um ... Leia Mais >>

O Motor Imóvel ou Deus segundo Aristóteles

O Motor Imóvel é um conceito aristotélico que pretende demonstrar racionalmente a existência de um princípio supremo da natureza. Contudo, não devemos comparar este conceito com a ideia de Deus da tradição judaico-cristã, pois o Motor Imóvel não é uma ideia de um Ser que se importa com o mundo. Para Aristóteles, tudo tende para esse princípio, que movimenta todas as coisas. Utilizando uma comparação do próprio Aristóteles, ele é como o ser amado que atrai o amante sem ... Leia Mais >>

Sócrates e o Oráculo de Delfos: a origem do “sei que nada sei”

Uma pergunta feita ao Oráculo de Delfos marcou o início da filosofia de Sócrates e definiu os rumos da filosofia ocidental. Seu amigo Querofonte viajou até a cidade de Delfos, na Antiga Grécia, para consultar a Pitonisa, uma sacerdotisa inspirada pelo deus Apolo que respondia às perguntas dos visitantes. O templo de Delfos foi construído em homenagem a este deus sobre uma fenda que emanava vapores do solo. Esses vapores causavam um transe na sacerdotisa, quando então fazia suas ... Leia Mais >>