FILOSOFIA

sócrates

A Filosofia Antiga: o maior legado da Grécia

A Filosofia é um dos maiores legados da Grécia Antiga, sendo também um dos pilares da Civilização Ocidental. O pensamento filosófico grego surgiu no século VI a.C com Tales de Mileto e se estendeu até VI d.C, quando da derrocada do Império Romano e a ascensão do cristianismo. São mil e duzentos anos de história da filosofia greco-romana. Este é o período da Filosofia Antiga, que representa o aparecimento das primeiras investigações puramente racionais acerca da realidade e da ... Leia Mais >>

Platão – Biografia, filosofia, obras e frases

Platão (428 – 348 a.C) era um dos filhos prediletos do céu. Os deuses o dotaram de todos os benefícios que podiam conceder a um mortal — nobre origem, pais ricos, boa aparência, um espírito lúcido num corpo de atleta (recebeu o apelido de Plato, dizia-se, em virtude de seus ombros largos) e um apaixonado amor pela sabedoria. Nesta procura do saber veio, aos vinte anos, a receber a influência de Sócrates, que tinha naquele tempo, sessenta e dois anos de idade. Platão venerou ... Leia Mais >>

Os sofistas e Sócrates – a virada antropológica

Toda a sabedoria prática esboçada no período pré-socrático não se elevou a um nível amplamente filosófico, mas preparou o surgimento da ética, assim como a mitologia preparou o surgimento da cosmologia. Os grandes personagens desta nova perspectiva, que resultou na elaboração de uma filosofia voltada para as questões humanas, foram os sofistas e Sócrates. Entretanto, só este último conseguiu elevar a filosofia a uma ampla ciência do homem e da conduta humana. Este novo período ... Leia Mais >>

Sócrates – resumo biográfico

Sócrates nasceu em Atenas em torno de 470/469 a. C., filho de um escultor chamado Sofronisco e de Fenarete, que exercia os ofícios de lavadeira e parteira, motivo pelo qual Sócrates chamava seu método de maiêutica, que significa justamente “parir ideias”. Casou-se com Xantipa, com quem teve três filhos já em idade avançada. Viveu até os setenta anos de idade, quando foi preso sob as acusações de não crer nos deuses da cidade, introduzir novos deuses e corromper a ... Leia Mais >>

Platão – a ética do Belo e do Bom

A ética platônica não pode ser pensada sem a sua dialética. Em Platão a dialética é a busca da essência das coisas, por exemplo, observemos uma flor qualquer: a dialética se ocuparia em definir uma ideia de flor, que é a essência de todas as flores que reside no mundo das ideias perfeitas (o mundo que Platão descreve na sua Alegoria da Caverna). Então, só existem as flores pois existe uma ideia de flor perfeita e universal neste mundo espiritual. A dialética platônica pode ser ... Leia Mais >>

A República e o governo ideal de Platão

Platão, o venerável filósofo grego, representa o ponto de partida da filosofia política do Ocidente, bem como de grande parte de nosso pensamento ético e metafísico. Suas especulações sobre esses assuntos foram lidas e estudadas ao longo de mais de 2.300 anos. Platão é, portanto, um dos grandes criadores do pensamento ocidental. Uma de suas principais obras, A República, é uma das maiores influências da cultura ocidental, seja em seus aspectos políticos ou metafísicos. Nasceu por ... Leia Mais >>

A Metafísica em Platão e Aristóteles

Quando Andrônico de Rodes organizou a obra de Aristóteles no Século I a.C, reunindo um grupo de manuscritos onde este filósofo grego investigava as causas primeiras, a metafísica já ocupava um lugar de destaque na história da filosofia ocidental. Sócrates, Platão e Aristóteles foram considerados os responsáveis pela ruptura com os pensadores da physis, que buscavam os fundamentos da natureza em um elemento físico primordial. Os filósofos metafísicos, como Heidegeer os chamava, ... Leia Mais >>

O amor platônico na obra Fedro, de Platão

Trecho da obra Fedro, de Platão, onde Sócrates explica o que é o amor platônico. A alma que nunca evoluiu e nunca contemplou a verdade não pode tomar a forma humana. A causa disso é a seguinte: a inteligência do homem deve se exercer de acordo com aquilo que chamamos ideia; isto é, eleva-se da multiplicidade de sensações desse mundo para o raciocínio. Ora, essa faculdade nada mais é que a lembrança das Verdades Eternas que ela contemplou quando acompanhou a alma divina.  Por isso, ... Leia Mais >>

Parmênides: O Ser e o não-ser

Parmênides(530 a.C – 460 a.C) é um dos filósofos pré-socráticos, também chamados por Aristóteles de filósofos da Phýsis ou físicos (Physikói). O fato marcante desses pensadores é que eles abandonaram as explicações da mitologia  e buscaram, através da razão, o princípio da natureza. Tales de Mileto, por exemplo, afirmou que a água é este princípio, pois todas as formas de vida dela necessitam. Heráclito, por outro lado, identificou este princípio com o fogo, pois ... Leia Mais >>

O mundo das ideias e o alerta de Platão

O mundo das ideias é o tema principal que norteia a filosofia de Platão(427 a.C – 348 a.C ). Este filósofo grego, discípulo de Sócrates, tenta nos dizer que este mundo é apenas uma sombra do mundo real, e que a origem deste mundo está em outro mundo, o mundo das ideias perfeitas. Os filósofos da natureza, também chamados de pré-socráticos, anteriores a Platão e Sócrates, se perguntavam qual a origem e o princípio das coisas. Mas suas investigações encontraram esse ... Leia Mais >>

O Motor Imóvel ou Deus segundo Aristóteles

O Motor Imóvel é um conceito aristotélico que pretende demonstrar racionalmente a existência de um princípio supremo da natureza. Contudo, não devemos comparar este conceito com a ideia de Deus da tradição judaico-cristã, pois o Motor Imóvel não é uma ideia de um Ser que se importa com o mundo. Para Aristóteles, tudo tende para esse princípio, que movimenta todas as coisas. Utilizando uma comparação do próprio Aristóteles, ele é como o ser amado que atrai o amante sem ... Leia Mais >>

Sócrates e o Oráculo de Delfos: a origem do “sei que nada sei”

Uma pergunta feita ao Oráculo de Delfos marcou o início da filosofia de Sócrates e definiu os rumos da filosofia ocidental. Seu amigo Querofonte viajou até a cidade de Delfos, na Antiga Grécia, para consultar a Pitonisa, uma sacerdotisa inspirada pelo deus Apolo que respondia às perguntas dos visitantes. O templo de Delfos foi construído em homenagem a este deus sobre uma fenda que emanava vapores do solo. Esses vapores causavam um transe na sacerdotisa, quando então fazia suas ... Leia Mais >>