FILOSOFIA

Platão

Atlântida: a cidade lendária descrita por Platão

Frequentemente a lendária cidade de Atlântida é citada em textos esotéricos, livros e filmes de aventura. Essa cidade faz parte do imaginário popular, e o motivo desse mistério e popularidade deve-se ao filósofo grego Platão. No diálogo Crítias — disponibilizado em PDF no final desse post —  Platão narra uma guerra ocorrida nos primórdios de Atenas contra “os reis da ilha da Atlântida”, que estaria situada “além das Colunas de ... Leia Mais >>

Platão – Biografia, filosofia, obras e frases

Platão (428 – 348 a.C) era um dos filhos prediletos do céu. Os deuses o dotaram de todos os benefícios que podiam conceder a um mortal — nobre origem, pais ricos, boa aparência, um espírito lúcido num corpo de atleta (recebeu o apelido de Plato, dizia-se, em virtude de seus ombros largos) e um apaixonado amor pela sabedoria. Nesta procura do saber veio, aos vinte anos, a receber a influência de Sócrates, que tinha naquele tempo sessenta e dois anos de idade. Platão venerou ... Leia Mais >>

Os sofistas e Sócrates: a virada antropológica

Toda a sabedoria prática esboçada no período pré-socrático preparou o surgimento da ética, assim como a mitologia preparou o surgimento da cosmologia. Os grandes personagens dessa nova perspectiva, que resultou na elaboração da filosofia voltada para as questões humanas, foram os filósofos sofistas e Sócrates. Entretanto, apenas Sócrates conseguiu elevar a filosofia a uma ampla ciência do homem e da conduta humana. Este novo período é chamado de “virada ... Leia Mais >>

Sócrates – resumo biográfico

Sócrates nasceu em Atenas em torno de 470/469 a. C., filho de um escultor chamado Sofronisco e de Fenarete, que exercia os ofícios de lavadeira e parteira, motivo pelo qual Sócrates chamava seu método de maiêutica, que significa justamente “parir ideias”. Casou-se com Xantipa, com quem teve três filhos já em idade avançada. Viveu até os setenta anos de idade, quando foi preso sob as acusações de não crer nos deuses da cidade, introduzir novos deuses e corromper a ... Leia Mais >>

Platão: a ética do Belo e do Bom

A dialética em Platão é um diálogo que eleva a alma, gradualmente, para além deste mundo físico. Constitui ponto central de sua filosofia. Então, sua ética não pode ser entendida sem a sua dialética. A dialética revela a essência das coisas e a ética é a ação inspirada por essa revelação. Por exemplo: observemos uma flor qualquer. A dialética revela a ideia de flor, que é a essência de todas as flores que reside no mundo das ideias perfeitas. Então, só existem flores pois ... Leia Mais >>

A República e o governo ideal de Platão

O filósofo grego Platão (427 – 347 a.C) representa o ponto de partida da filosofia política do Ocidente, bem como de grande parte de nosso pensamento ético e metafísico. Suas especulações sobre esses assuntos foram lidas e estudadas ao longo de mais de 2.300 anos. Platão é, portanto, um dos grandes criadores do pensamento ocidental. Uma de suas principais obras, A República, é uma das maiores influências da cultura ocidental, seja em seus aspectos políticos ou metafísicos. ... Leia Mais >>

Tales de Mileto: o tropeço do primeiro filósofo

Platão e Aristóteles relataram alguns fatos curiosos e engraçados sobre Tales de Mileto (623 a.C – 558 a.C), o primeiro filósofo. Platão, em Teeteto, nos conta que certa vez, observando o céu, Tales tropeçou e caiu em um poço. Uma escrava da Trácia ficou rindo dele, e o primeiro filósofo adquiriu fama de lunático e distraído. Tales observava o céu porque era astrônomo e observador da natureza — um filósofo da Physis, como eram chamados os primeiros filósofos. ... Leia Mais >>

A metafísica em Platão e Aristóteles

Quando Andrônico de Rodes organizou a obra de Aristóteles no Século I a.C, reunindo um grupo de manuscritos em que o filósofo grego investigava as causas primeiras, a metafísica já ocupava lugar de destaque na história da filosofia ocidental. Sócrates, Platão e Aristóteles foram considerados os responsáveis pela ruptura com os pensadores da physis, que buscavam os fundamentos da natureza em um elemento físico primordial. Os filósofos metafísicos, como Heidegeer os chamava, ... Leia Mais >>

O amor platônico na obra Fedro, de Platão

A expressão “amor platônico”, no sentido popular, é entendida como um tipo de amor não correspondido ou admiração da pessoa amada sem exigência de reciprocidade. Contudo, o amor platônico, conforme aparece na obra Fedro, de Platão, corresponde ao mais elevado sentimento filosófico que surge da contemplação das ideias perfeitas. Não está ligado necessariamente ao amor romântico, mas à prática da reflexão filosófica. Leia abaixo o trecho em que Sócrates descreve o ... Leia Mais >>

Friedrich Nietzsche: sobre a decadência humana

Para o filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), a vida é “vontade de potência”: o desejo profundo de viver plenamente. Por isso admirava a perspectiva dos gregos antigos e dos primeiros filósofos. Entretanto, após a filosofia de Platão, Nietzsche afirma que o ocidente adotou um pensamento decadente que tornou o homem fraco e doente. Os antigos mesclavam a realidade ao mito; a existência aos profundos anseios humanos. Isso se refletia na riqueza mitológica, na ... Leia Mais >>

O que é Metafísica?

O termo metafísica surgiu quando Andrônico de Rodes, filósofo grego do século I a.C, organizou quatorze manuscritos de Aristóteles que tratavam das realidades que estão “além da física”. Esta classificação ficou conhecida como Metafísica de Aristóteles, uma das grandes obras da filosofia antiga. A palavra metaphisiké é composta pelos vocábulos gregos meta (além) e physiké (física), indicando o estudo daquilo que está além da natureza, além dos sentidos; que se ... Leia Mais >>

O Motor Imóvel ou Deus segundo Aristóteles

O Motor Imóvel é um conceito aristotélico que pretende demonstrar racionalmente a existência de um princípio supremo da natureza. Contudo, não devemos comparar este conceito com a ideia de Deus da tradição judaico-cristã, pois o Motor Imóvel não é uma ideia de um Ser que se importa com o mundo. Para Aristóteles, tudo tende para esse princípio, que movimenta todas as coisas. Utilizando uma comparação do próprio Aristóteles, ele é como o ser amado que atrai o amante sem ... Leia Mais >>
1 2