FILOSOFIA

filosofia moderna

John Locke – Sobre o entendimento humano

John Locke nasceu em 1632, em Wrington, Inglaterra, e morreu em 1704, em High Laver, também na Inglaterra. Estudou em Oxford, onde teve contato pela primeira vez com a filosofia cartesiana, que lhe despertou grande interesse como alternativa mais adequada ao escolasticismo que ainda predominava no ensino filosófico da época. Estudou medicina, dedicando-se à experimentação e travando conhecimento com alguns dos cientistas mais brilhantes da época. Ainda em Oxford, tornou-se médico ... Leia Mais >>

Nicolau Copérnico: do heliocentrismo à Filosofia Moderna

A grande inovação introduzida por Nicolau Copérnico (1473-1543) não foi propriamente a proposição do heliocentrismo, mas a abertura em direção à aplicação generalizada da matemática na ciência da natureza. O uso da matemática na ciência, em especial na astronomia, na ótica e na mecânica, não era novidade. Desde Pitágoras, passando por Platão, pelo neoplatonismo e chegando até o Renascimento, a ideia de que a matemática (entendida, na época, como geometria) tinha um papel ... Leia Mais >>

Renascimento: o período que definiu a Era Moderna

O Renascimento foi um movimento intelectual com limites imprecisos (tanto cronológicos quanto geográficos) mas cujo auge ocorre na Itália nos séculos XV e XVI. Influenciou diversas áreas da cultura – desde a política até a literatura, passando por todas as demais belas artes, pela filosofia e pela ciência, mas também pelos hábitos, pelos costumes e pela vida cotidiana. O período renascentista é um período de transição. De um lado, a Idade Média, com sua visão de mundo que, ... Leia Mais >>

Resposta à pergunta: O que é esclarecimento?

Resposta à pergunta: O que é esclarecimento? é um texto de poucas folhas do filósofo prussiano Immanuel Kant (1724-1804). Contudo, apesar de ser um pequeno texto, é considerado uma obra clássica da filosofia ocidental e do iluminismo. O objetivo do filósofo nestas poucas páginas é discorrer sobre a situação de infantilidade intelectual dos homens e também sobre qual a melhor forma de promover o esclarecimento e o progresso  da humanidade. O seu título pode variar de ... Leia Mais >>

Michel de Montaigne, o primeiro blogueiro

A principal obra de Michel de Montaigne (1533-1592), Os Ensaios, foi publicada em 1580. Nessa época, a Igreja Católica exercia censura sobre todos os livros a serem publicados. Sendo Montaigne um nobre francês envolvido com política, submeteu espontaneamente seu livro aos censores da Igreja. Montaigne se dizia cristão, mas adotava o relativismo cultural e fez, em sua obra, várias críticas aos costumes da tradição cristã, algumas muito severas. No entanto, entre um parágrafo e outro, ... Leia Mais >>

Racionalismo e Empirismo: uma introdução

O racionalismo é uma corrente de pensamento iniciada por  René Descartes (1596 – 1650) que buscava entender o mundo e investigar a verdade através do uso exclusivo da razão. Acreditava-se, no racionalismo, que a razão fosse capaz de explicar todas as coisas deste mundo e também as coisas além deste mundo (como Deus e a alma). Foi um movimento que deu à razão poderes absolutos, desprezando inclusive a experiência,  as evidências físicas e os sentidos. Se algo podia ser ... Leia Mais >>

Nietzsche e os filósofos pré-socráticos

Nietzsche considerava os pré-socráticos os verdadeiros filósofos, pois não separavam o homem da natureza. Eles produziram uma filosofia carregada de mitos, imaginação, cores, cheiros e sabores, voltada para a vida e seu dinamismo, para a descoberta dos fundamentos do mundo através da contemplação e apreciação da natureza. Por isso eles foram chamados de “os filósofos da natureza”.  Heráclito, um dos pré-socráticos que influenciaram Nietzsche, declarou que “um ... Leia Mais >>

Descartes e o método que revolucionou o mundo moderno

Para investigar a verdade, o filósofo francês René Descartes (1596-1650) elaborou um método para orientar sua razão. Toda sua filosofia é construída com o auxílio desse método, desde a descrição de um arco-íris até admitir o movimento da terra e tentar demonstrar a existência de Deus e da alma de forma racional. No entanto,  seus admiradores valorizaram mais o seu método do que suas descobertas. O método de Descartes é também conhecido como dúvida metódica. Os passos a ... Leia Mais >>