FILOSOFIA

Filosofia Contemporânea

A Filosofia Contemporânea surge a partir do final do século XVIII. Tem como marco a Revolução Francesa, em 1789. Engloba, portanto os séculos XVIII, XIX e XX. A chamada “Filosofia pós-moderna” foi incorporada à Filosofia Contemporânea, reunindo os pensadores das últimas décadas. Esse período é marcado pela consolidação do capitalismo gerado pela Revolução Industrial Inglesa, que tem início em meados do seculo XVIII. Com isso, torna-se visível a exploração do trabalho humano ao mesmo tempo que se vislumbra o avanço tecnológico e científico.

Sigmund Freud: introdução à psicanálise

Sigmund Freud foi um médico e neurologista austríaco, fundador da psicanálise. Sua Teoria do Inconsciente representou uma revolução sem precedentes na história da Psicologia e também da Filosofia, pois apresenta o homem não apenas como um ser racional, como declarava Descartes, mas também possuidor de uma dimensão inconsciente, com linguagem própria, fora do controle da razão. O homem racional, que poderia levar a humanidade até um futuro de progresso, liberdade ... Leia Mais >>

Para que serve a Filosofia?

Vivemos uma cultura utilitarista, então, esta é uma pergunta natural: “Para que serve a Filosofia?“. A Filosofia é útil, porém, de uma forma diferente do que espera o senso comum. Sua “utilidade” está no desenvolvimento da razão, da interdisciplinaridade e da autonomia. A Filosofia exige reflexão, estudo constante, domínio da linguagem, diálogo, conhecimento de lógica e experiência de vida. No entanto, essas também são características exigidas de muitos ... Leia Mais >>

A Indústria Cultural de Theodor Adorno e Max Horkheimer

“A Indústria Cultural: esclarecimento como engano das massas“, é um capítulo do livro Dialética do Esclarecimento (1944) de Theodor Adorno (1903-1969) e Max Horkheimer (1895-1973). É leitura importante para a compreensão da arte e da cultura como ferramenta de dominação na perspectiva da Escola de Frankfurt. Ainda é considerado uma crítica atual à forma como a cultura se relaciona com o capitalismo. Baixe aqui o texto: A Indústria Cultural, de Adorno e ... Leia Mais >>

Introdução à filosofia de Friedrich Nietzsche

O filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) é considerado um dos pensadores mais influentes da atualidade; seu estilo poético e enigmático foge da estrutura rígida da filosofia tradicional. Confira abaixo uma seleção de textos sobre os principais conceitos de sua filosofia. Sobre a decadência humana Para Nietzsche, a vida é “vontade de potência”: o desejo de viver de forma plena, autêntica e vigorosa. Por isso o filósofo considerava a perspectiva dos gregos antigos mais ... Leia Mais >>

Filosofia, religiosidade e religião

A religiosidade era entendida pelos filósofos antigos como um tipo de maravilhamento diante do mistério da realidade. Iluministas como Rousseau e Voltaire acreditavam que o homem possui religiosidade natural de bases racionais. A religiosidade, para muitos filósofos, pertence à natureza humana e, como conceito filosófico, independe de qualquer religião. Ainda que religiosos não façam distinção entre religião e religiosidade — e acreditem que só há religiosidade dentro da ... Leia Mais >>

Friedrich Nietzsche: “Deus está morto”

A frase “Deus está morto”, do filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844 – 1900), é muitas vezes entendida como mera provocação ao cristianismo. Contudo, essa é uma interpretação reducionista. A frase representa uma crítica ampla baseada na investigação da cultura ocidental desde a Grécia Antiga até a Era Moderna. Resume a decadência filosófica, cultural e religiosa da modernidade. A “morte de Deus” surge pela primeira vez na obra A Gaia Ciência ... Leia Mais >>

Arthur Schopenhauer: A Arte de Escrever

A Arte de Escrever é uma seleção de textos da obra Escritos Filosóficos Menores (Parerga e Paralipomena), do filósofo Arthur Schopenhauer (1788 – 1860), publicado em formato de bolso no Brasil pela editora L&PM Pocket. Os textos selecionados para essa publicação foram: Sobre a erudição e os eruditosPensar por si mesmoSobre a escrita e o estiloSobre a leitura e os livrosSobre a linguagem e as palavras Com seu estilo ácido e direto, Schopenhauer declara: de nada adianta ler sem ... Leia Mais >>

Frases de Friedrich Nietzsche

O filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) é considerado um dos pensadores mais polêmicos e criativos da filosofia contemporânea. Buscou romper com a tradição rígida e argumentativa da filosofia tradicional, mesclando suas ideias com poesia e ambiguidade de forma proposital. Ele mesmo se considerava um mestre nas palavras, e afirmava dizer com uma frase aquilo que muitos filósofos não conseguiam dizer com um livro. Influenciou Sigmund Freud, que viu em suas ... Leia Mais >>

Arthur Schopenhauer: a irracionalidade da razão

Para Arthur Schopenhauer (1788-1860), uma força poderosa domina o homem. Essa força é a vontade irracional de viver e persistir, sendo a razão apenas marionete dessa vontade. A razão, tão venerada pelos filósofos, para Schopenhauer é apenas um “livro caixa” que registra entradas e saídas de informações. Ela tem utilidade, mas é superestimada. A razão cura doenças, constrói cidades e máquinas, mas é a vontade que lança as bombas e declara as guerras. A vontade ... Leia Mais >>

O poder simbólico da Mitologia Grega

A mitologia grega foi registrada pelo poeta Homero, nas obras Ilíada e Odisseia, e por Hesíodo, na Teogonia. Homero compilou séculos de tradição oral da Grécia Antiga, sendo o próprio poeta personagem misterioso. Hesíodo, por sua vez, é autor dos poemas que narram o nascimento dos deuses. O mito era a forma de interpretação da realidade não apenas dos gregos, mas de todos os povos antigos. Os mitos foram as primeiras tentativas da humanidade de compreender o ... Leia Mais >>

Filosofia da Linguagem – Introdução e principais autores

A Filosofia da Linguagem é o ramo da Filosofia que investiga as relações entre mundo, pensamento e linguagem. O sentido das palavras, desde os primeiros pensadores, sempre ocupou um papel importante nas reflexões filosóficas. Contudo, foi somente a partir do século XX que a Filosofia passou a considerar a linguagem como uma investigação filosófica fundamental. Se antes ela era secundária, servindo como base para as reflexões, a partir da Era Contemporânea ela tornou-se o tema ... Leia Mais >>

Antropologia da Religião: introdução e principais autores

A Antropologia da Religião, em suas fases iniciais, dedicou-se ao estudo da mitologia dos “povos primitivos”. Este inicio se deu através do ponto de vista do “homem civilizado”, que entendia a si mesmo como integrante de uma cultura mais evoluída — estando os demais povos em estado de infantilidade cultural e espiritual. A própria designação “primitivo” já indicava esta visão depreciativa. Entretanto, com o passar do tempo, todos os povos e ... Leia Mais >>
1 2 3 4 5