FILOSOFIA

Platão: Metafísica, Mito da Caverna e Apologia de Sócrates

O filósofo grego Platão (428 – 348 a.C.) é considerado um dos principais pensadores do ocidente. Seu mestre, Sócrates, é o grande personagem de suas obras; Platão apresenta, através dos diálogos de Sócrates, os fundamentos de seu pensamento metafísico. As obras de Platão são umas das bases da civilização ocidental.

Apologia de Sócrates é a obra de Platão que  narra a defesa de Sócrates diante da acusação de corromper os jovens, pregar contra os deuses de Atenas e querer introduzir novos deuses. A defesa de Sócrates, baseada na argumentação lógica e racional, é o fundamento de nossa atual forma de argumentar. É uma das mais belas obras da antiguidade, que mostra a dignidade de Sócrates diante da morte.

O Mito da Caverna é uma metáfora apresentada por Sócrates em um trecho da obra A República, de Platão. A metáfora narra a libertação de um homem das correntes da ilusão. É considerado uma introdução à filosofia de Platão que apresenta este mundo como ilusório e sombrio, sendo apenas um reflexo do mundo perfeito das ideias. O Mito da Caverna é também uma crítica de Platão à sociedade ateniense, que condenou Sócrates por não compreender sua mensagem.

Autor: Alfredo Carneiro


Navegue pelo netmundi.org