FILOSOFIA

Ilíada e Odisseia de Homero

Ilíada e Odiseia de Homero

Ilíada e Odisseia são dois poemas épicos do século IX a.C. atribuídos ao poeta grego Homero (928-898 a.C.), considerados os mais importantes da história, pois são a primeira grande referência cultural do Ocidente. As aventuras de seus personagens e suas relações com os deuses consolidaram as bases culturais dos gregos antigos e influenciaram manifestações artísticas e literárias ao longo da história. Ilíada narra a fúria do herói Aquiles e suas consequências trágicas durante a Guerra de Troia; Odisseia narra o retorno de Ulisses, o Odisseu, rei de Ítaca, após essa guerra. Essas narrativas são consideradas um simbolismo da aventura humana.

Supõe-se que Homero não tenha criado essas histórias, mas apenas registrou a tradição oral que já existia na Grécia Antiga há séculos. Os poemas de Homero seriam a transcrição das lendas gregas disseminadas na forma de poemas e cantos.

A própria existência de Homero é questionada devido à diferença de estilo entre os poemas. Existe a hipótese de que um ou mais poetas anônimos registraram e reuniram diferentes cantos da tradição oral, dando origem às obras que conhecemos como Ilíada e Odisseia.

Homero seria então uma figura mitológica que personifica vários poetas ou a memória coletiva da civilização grega. Outras obras que disputam importância e se complementam com as de Homero são Teogonia e Os Trabalhos e os Dias, do poeta grego Hesíodo, que narra a origem do mundo, o surgimento dos deuses e suas relações com os homens.

O surgimento da escrita e o registro da tradição oral criaram uma literatura sofisticada que estimulou o desenvolvimento intelectual dos povos gregos, que aprendiam a ler e escrever através dos poemas épicos, criando um ambiente cultural que contribuiu para surgimento dos primeiros filósofos.

Ilíada e Odisseia também estabeleceram os modelos de heroísmo, bravura e persistência que marcaram toda a literatura ocidental. Grande parte do que conhecemos como Mitologia Grega vieram dessas obras. A Ilíada possui cerca de 15.000 versos enquanto que a Odisseia possui cerca de 12.000 versos.

AutorAlfredo Carneiro


Navegue pelo netmundi.org