FILOSOFIA

A responsabilidade da escolha segundo Schopenhauer

responsabilidade

Texto extraído do livro Schopenhauer e os anos mais selvagens da filosofia, de Rudger Safranski, onde o autor fala sobre a responsabilidade de assumir nossas decisões.

A responsabilidade da escolha

A liberdade nos coloca em confronto com as escolhas e com nosso ser interior. Quando escolhemos alguma coisa, também devemos assumir a responsabilidade por esta decisão. Feita a escolha, não podemos mais escapar dela. Depois da escolha, depois de saber o que decidimos, é que ficamos sabendo quem de fato nós somos.

Cada escolha toma uma possibilidade e abandona outra. Mais precisamente, a tomada de decisão significa encerrar um universo inteiro de possibilidades.  Todo “Sim” está sempre encaixado à firme negação de seu oposto e assim nos assevera o conhecimento de nós mesmos.

“Deste modo”, nos ensina mais tarde Arthur Schopenhauer em sua “Metafísica dos Costumes”, “é que sempre determinamos nosso caminho físico sobre a Terra apenas como uma linha e nunca como um plano; assim devemos, através da vida, se quisermos possuir alguma coisa, deixar de lado inumeráveis outras coisas e renunciar a todas elas.

.Se não pudermos nos resolver, mas quisermos pegar tudo o que nos chama a atenção, como uma criança, será o mesmo que transformar a linha de nossa vida em um plano: ficaremos a correr em zigue-zague, perseguindo aqui um vaga-lume, ali um fogo-fátuo ilusório e permanecendo sem nada. Quem deseja ser tudo, acaba não sendo nada. Quem tudo quer, tudo perde”.

Você pode apoiar este projeto clicando na propaganda abaixo. Muito obrigado!